A nova realidade das PMEs de varejo durante e depois do Coronavírus

Esse é o quarto texto da série que estou escrevendo para trazer ideias de superação para todos os negócios que foram afetados pelos desdobramentos econômicos da pandemia do COVID-19.

Não importa qual a sua visão política nem seu posicionamento no debate sobre o distanciamento social. É inegável que o mundo não é mais o mesmo e nem voltará a ser ao final da pandemia. Nesse cenário é importante que você esteja atento e prepare seu negócio para navegar no novo mundo.

Separei 4 tópicos de grande disrupção que você precisa estar atento e que serão fatores básicos de operação para a maioria dos negócios.

 

O mundo foi forçado a completar o ciclo de digitalização

O trabalho e a comunicação remota sempre estiveram no radar de muitos empreendedores e executivos, mas a realidade é que muitas vezes os investimentos nesse sentido não eram considerados essenciais e tampouco urgentes.

O distanciamento social forçou as empresas a colocarem em prática esses projetos, buscando alternativas para manter as operações funcionando de modo a garantir o mais importante que é a saúde dos seus colaboradores. 

Essa nova dinâmica não será um hábito passageiro, muitas empresas passarão a adotar políticas de trabalho mais flexíveis e nesse sentido seu negócio precisa estar preparado também quanto a manutenção da produtividade e retenção de profissionais. 

Atualize suas políticas de trabalho, crie fluxogramas que permitam a colaboração remota e busque flexibilizar as escalas e os horários dos seus colaboradores. 

 

O offline será ainda mais integrado ao online (e-commerce urbano)

A venda online já era  muito mais do que um site de e-commerce. Aplicativos como Ifood e Rappi começaram nos alimentos, mas mudaram a forma como as pessoas consomem diversos tipos de produto.

Hoje com o deslocamento restrito e a impossibilidade de receber clientes em diversos tipos de estabelecimentos por força legal muitos negócios exclusivamente físicos passaram a adotar as ferramentas que tinham para iniciar uma operação digital.

Dou o exemplo do hortifruti do lado de casa, que passou a atender pelo whatsapp e efetuar entregas gratuitas para pedidos superiores a R$100. Esse varejista botou de pé uma operação online com as ferramentas que tinha e tem recebido – segundo ele – um volume mínimo de pedidos que ajuda a fechar as contas.

O que começou de forma emergencial irá se perpetuar e sofrer ciclos de profissionalização de modo que ao final da pandemia teremos um varejo muito mais digital e consumidores mais habituados a esse tipo de serviço, mesmo aqueles que quando podiam eram mais reticentes aos pedidos online e amantes de uma boa visita a uma lojinha.

 

A relação dos indivíduos e o tempo mudou

Dados da Inloco (empresa de tecnologia em geolocalização) divulgados no dia 31/03/2020 mostram que cerca de 60% da população do país tem respeitado as regras de distanciamento social. Em muitos casos o confinamento associado a outras medidas como a suspensão das aulas forçam o convívio entre famílias há muito tempo ‘distantes’ mesmo dentro da mesma casa.

Existem veículos de comunicação tratando o lado negativo dessa convivência como problemas psicológicos e violência doméstica. Infelizmente sabemos que isso será realidade em algumas situações, mas gostaria de convidar você a refletir sobre o lado positivo dessa aproximação que é uma oportunidade única de estreitar laços afetivos e também de aproveitar o tempo de deslocamento antes perdido (que é enorme nas grandes metrópoles)  para exercitar antigos gostos ou a criatividade para colocar em prática novos projetos.

Eu aposto que ao final desse período uma parcela considerável da população passará a apreciar mais o tempo livre e buscará otimizar as horas gastas nas atividades tradicionais, o que inclui passar a fazer compras de produtos e serviços de forma mais prática pela internet. 

Essa é uma oportunidade para ofertar seu produto ou serviço com maior conveniência de forma a se destacar no mercado diferenciando-se dos demais concorrentes. Se você está de quarentena nesse momento aproveite para exercitar a mente pensando sobre como seu negócio pode ser mais conveniente para os seus clientes através do uso da internet.

 

Nunca foi tão evidente a necessidade de um plano B

Minha avó dizia que “O SEGURO MORREU DE VELHO”. Eu sei que é difícil imaginar que o mundo passaria pelo que estamos vivendo: este momento no qual o filme Contágio (2011) passaria a parecer uma espécie de releitura da realidade.

O fato é que certos negócios desenvolvidos em plataformas mais flexíveis tem uma vantagem na hora de adequar a realidade e é essa a lição que a gente precisa tirar disso tudo: você precisa estar preparado para se adaptar a cenários adversos e muitas vezes inimagináveis.

Na prática isso significa que você precisa projetar suas finanças, escolher seus parceiros, contratar seus sistemas e de modo geral planejar seu negócio sempre levando em consideração como tudo se comportaria em cenários de turbulência. Mesmo que outra turbulência como essa nunca mais aconteça você terá a vantagem competitiva de ser mais flexível e inovará mais rápido superando sempre a concorrência.

 

Betalabs - Plataforma Ecommerce

Betalabs - Plataforma Ecommerce

Unificamos E-commerce, Clube de Assinaturas e gestão ERP Online para que você tenha o controle total do seu negócio. Construa projetos incríveis utilizando nossa suíte flexível de funcionalidades.

Conheça nossa Plataforma
Betalabs - Plataforma Ecommerce

Betalabs - Plataforma Ecommerce

Unificamos E-commerce, Clube de Assinaturas e gestão ERP Online para que você tenha o controle total do seu negócio. Construa projetos incríveis utilizando nossa suíte flexível de funcionalidades.

Conheça nossa Plataforma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos sobre E-commerce