Betalabs fala ao Estadão sobre crescimento em 2018

Betalabs

Navegue por tópicos!

 

Após passar período de crise arrumando a ‘casa’, empresários estão mais otimistas.  Os sinais de recuperação da economia surtem efeito positivo sobre as expectativas dos empresários. Estudo da FecomercioSP aponta que, em outubro, o Índice de Expectativa do Empresário do Comércio (IEEC) teve alta de 1,1% e atingiu 150,8 pontos, maior pontuação registrada desde dezembro de 2013.

Segundo a entidade, o indicador que mede as expectativas do empresário em relação ao futuro também atingiu a maior pontuação dos últimos quatro anos. No comparativo anual, tanto as pequenas como as grandes empresas registraram crescimento na confiança, de 16% e 15,3%, respectivamente.

(…)

Falta de reserva não é problema para o sócio fundador da Betalabs

especializada em software de gestão para o comércio eletrônico –, Luan Gabellini, que projeta crescer 70% em 2018.

“Utilizamos o período mais acentuado da crise para refazer a tecnologia e lançar um produto reformulado em 2018. No lugar de demitir, aproveitamos que tínhamos uma boa equipe já formada e realocamos o pessoal para redesenhar a ferramenta”, conta.

Gabellini diz que investiu R$ 1 milhão para desenvolver o novo software. “Isso só foi possível porque a empresa estava saudável, sempre nos preocupamos em manter uma reserva para períodos difíceis. Entramos em operação em 2011 e vínhamos dobrando o faturamento a cada ano. Em 2016, o ritmo foi mais lento e, neste ano, vamos crescer cerca de 20%.”

Formado em administração, Gabellini considera que o otimismo, de alguma forma, ajuda a estimular a atividade econômica. “Tenho essa sensação como empreendedor, mesmo sabendo que se um professor que me deu aula na Fundação Getúlio Vargas me ouvir falando isso ficará bravo. Mas acho realmente que a boa expectativa interfere no resultado da economia.”

Segundo ele, investir na reformulação do produto foi importante para deixá-lo mais barato e tornar o negócio mais competitivo, atraindo empreendedores que não têm tanta capacidade de investimento. Além de permitir a venda online, a ferramenta também faz gestão financeira, gestão fiscal e emissão de notas fiscais.

“O software antigo custa entre R$ 20 e R$ 50 mil. O novo, entre R$ 3 mil e R$ 5 mil. Estamos implantando a nova ferramenta nos clientes que já temos. Em fevereiro, vamos passar a vender o novo modelo.” A Betalabs atende 320 clientes e pretende fechar 2018 com mais 100 novos. 
Clique aqui para ler a matéria na íntegra!

Luan Gabellini

Luan Gabellini

Sócio fundador da Betalabs, especializado no desenvolvimento de plataformas de e-commerce, Clubes de Assinatura e Sistema de gestão ERP.

Conheça a Betalabs
Luan Gabellini

Luan Gabellini

Sócio fundador da Betalabs, especializado no desenvolvimento de plataformas de e-commerce, Clubes de Assinatura e Sistema de gestão ERP.

Conheça a Betalabs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados