Blog

Betalabs

Arquivo da categoria: Gestão

Como trabalhar o pós-venda para conquistar seus clientes

POS_VENDA

Ao contrário do que muitos lojistas pensam, o pós-venda não se resume apenas à solução de problemas. Essa é uma etapa crucial para qualquer e-commerce, pois através do relacionamento com o cliente após a compra, a loja consegue cativá-lo, viabilizando uma nova venda futuramente. Quando uma empresa não se preocupa com esse ponto, é capaz de trazer frustrações para o cliente, afastando-o de uma possível recompra e prejudicando a reputação da loja.

Assim, para evitar essa situação e garantir a eficiência do seu atendimento pós-venda, separamos algumas dicas. Acompanhe a seguir!

Agradeça a compra

E-mails de confirmação de compra costumam ter uma boa taxa de abertura, aproveite-os para agradecer a escolha do cliente em comprar em sua loja e aproximar-se dele.

Faça follow-up

É importante que sua loja faça o follow-up, que nada mais é do que o acompanhamento da venda. Através de e-mails transacionais, pergunte se o seu cliente recebeu o produto ou se chegou no prazo esperado, por exemplo. Coloque-se à disposição para caso ele precise de alguma ajuda com o produto. É válido também fazer uma pequena pesquisa de opinião e pedir uma avaliação de como foi a experiência de compra, por meio de um link.

Treine sua equipe

Certifique-se de que sua equipe é bem capacitada para oferecer qualidade no atendimento, afim de resolver quaisquer problemas que o cliente possa ter sem causá-lo dor de cabeça.

Dê atenção ao cliente

Ficar à espera de uma mercadoria sempre gera certa ansiedade no consumidor. Essa expectativa pode ser amenizada caso sua loja ofereça um serviço de acompanhamento do pedido, como por exemplo, notificar o cliente do trajeto da mercadoria até que chegue em sua casa. Além de reduzir a procura pelo SAC, esse tipo de serviço tende a melhorar a reputação da sua empresa, pois demonstra comprometimento e valorização do cliente.

Ofereça vantagens

A oferta de promoções e vantagens exclusivas para o cliente que recém comprou em sua loja incentiva-o a voltar a comprar com você no futuro. Essa oferta pode ser de brindes, cupons de desconto, promoções, prestação de algum serviço, entre outras vantagens.

Simplifique o contato

Não dificulte o contato com o seu cliente. Ofereça mais de uma opção para que ele possa entrar em contato com a sua loja. Chat online, redes sociais, e-mail, telefone e até WhatsApp… O importante é certificar-se de que ele será bem atendido em qualquer um deles.

Todos esses pontos são capazes de fazer a diferença no relacionamento com seus consumidores. Dessa forma, você não cai no esquecimento e propicia a fidelização desses clientes.

O que são os testes A/B e por que fazê-los?

TESTES_AB

Como sabemos, existem algumas práticas e técnicas recomendadas por profissionais de e-commerce para auxiliar seu negócio a encontrar sua melhor abordagem e alcançar a conversão. Uma das opções mais conhecidas e eficientes são os testes A/B, uma técnica de mensuração de funções para o comércio digital, que compara resultados e apresenta a melhor alternativa.

Como funcionam os testes A/B?

O teste consiste em criar duas versões para uma determinada página, aplicando as modificações que se deseja testar em uma delas, e direcionar 50% do tráfego para cada uma. Ao final do teste, analisa-se qual das duas obteve as melhores taxas. Dessa forma, é possível metrificar os resultados afim de proporcionar a melhor experiência para o seu consumidor, ao mesmo tempo que você melhora seus índices de conversão.

Quanto às modificações, elas podem variar desde uma cor de botão a uma ferramenta completa de checkout. Muitas pessoas erram ao achar que que apenas grandes mudanças são capazes de gerar uma melhora significativa na taxa de conversão. Na maioria das vezes, alterações sutis, como a disposição ou até mesmo a cor de um elemento, são capazes de gerar aumentos significativos. Entraremos em detalhes sobre que elementos podem ser testados daqui a pouco.

Por que o teste é eficiente?

Testes A/B são eficientes pois oferecem um feedback real de mercado, mensurado com precisão e baseado em estatísticas do seu próprio site. Isso elimina a necessidade de fazer suposições e permite que você tome decisões baseadas em números, diminuindo a chance da sua decisão resultar em falhas no futuro.

Em termos de competitividade e concorrência, a usabilidade e experiência do usuário do e-commerce pode ser o melhor diferencial para a sua marca.

Como fazer um teste A/B?

Os testes A/B podem ser realizados em landing pages, calls-to-action e até em campanhas de e-mail marking.

A primeira dica ao realizar testes A/B é: nunca teste mais de um elemento por vez, já que dessa forma fica quase impossível determinar qual funcionalidade foi responsável pelo resultado.

Veja a seguir alguns itens que costumam alterar positivamente os resultados de conversão em uma página.

Headline (título) da página

Você pode variar o tamanho, a cor e, claro, a abordagem utilizada. O conteúdo e a linguagem do texto fazem muita diferença.

Botões call-to-action

Os botões de chamada para a ação são peças fundamentais para a conversão. Você pode testá-los alterando seu texto, cor, tamanho ou posicionamento.

Imagens e vídeos

O que converte mais: uma galeria de imagens ou uma única em destaque? Um produto em um fundo branco ou em uso? Cada negócio possui suas peculiaridades. Portanto, quando tratamos do conteúdo visual, o ideal é fazer o teste para ver o que funciona melhor com o seu público.

Descrição do produto

Descreva seus produtos utilizando a linguagem que melhor conversa com seu público. Caso seu negócio permita, experimente usar uma abordagem bem humorada.

Diagramação

As opções de diagramação e layout são inúmeras, principalmente quando se deseja aplicar testes A/B em landing pages. Experimente alternar o alinhamento da imagem com o texto, por exemplo.

Cores

As cores devem ser utilizadas com coerência para não prejudicar sua identidade visual. Um breve estudo sobre a psicologia das cores pode ser útil para testar quais cores melhor destacam seu produto ou geram mais cliques em seus botões.

Entenda por que toda loja virtual precisa de um ERP

NECESSIDADE_ERP

Não é novidade que com o crescimento do mercado online, novos negócios virtuais estejam surgindo e muitas empresas estejam se adaptando também ao modelo de e-commerce. Segundo pesquisa da FecomercioSP/Ebit, a projeção de alta no e-commerce brasileiro para 2017 é de 10% a 15%. Impossível fechar os olhos para essa oportunidade de negócios, não é mesmo?

Grande parte das empresas que tentam vender pela internet, no entanto, não consegue crescer. Um dos motivos que contribuem com esse cenário é a forma como esses negócios são geridos.

Muitas pessoas ainda acreditam que sistemas de gestão aplicados a e-commerce, como ERPs, limitam-se apenas à emissão de notas fiscais e controle de estoque, e acabam optando por não utilizá-los. Essa opção, dependendo do tamanho do seu negócio e da quantidade de vendas que você gera por dia, pode ser um erro.

Como funciona um ERP?

Imagine o cotidiano de uma loja virtual onde o cliente visita a loja, escolhe seus produtos e finaliza seu pedido. Até que aquela mercadoria seja enviada ao cliente, é necessária uma série de etapas, em que é possível incluir a atualização de estoques, validação e computação de pagamentos, emissão da documentação fiscal, envio da mercadoria para a transportadora e envio de informações atualizadas sobre o status da venda para o cliente. Enquanto, na ausência de um ERP, estes processos seriam administrados manualmente, um sistema de gestão realiza estas operações automaticamente, atualizando os dados da venda pertinentes a cada um dos setores em tempo real e liberando o pedido para envio em menor tempo e com maior segurança.

Vantagens de contar com um ERP

Listamos abaixo algumas características que um ERP deve ter para que o seu e-commerce tire o melhor proveito da ferramenta. Confira:

Integração nativa

Com um ERP nativamente integrado à sua plataforma de e-commerce, naturalmente você não precisará se preocupar com a integração da plataforma ao sistema de gestão – que, muitas vezes, significa mais custos. Além disso, a comunicação entre ambos será mais transparente e fluida.

ERP na nuvem

Nos dias de hoje, a instalação de ERPs dentro de casa ou da própria empresa deveria ser fora de cogitação. Essa prática pode causar uma série de problemas que atrapalham a gestão e te fazem gastar mais. Com um sistema de ERP totalmente na nuvem, você não precisa investir em hardware e nem instalar softwares. Além do enorme ganho de produtividade dos seus colaboradores, sua empresa também contará com total segurança da criptografia SSL (a mesma utilizada pelos bancos), backups automáticos e estrutura redundante (failover).

Processos automatizados

Imagine que você tenha que gerenciar cada pedido gerado na sua loja manualmente, em planilhas de Excel, por exemplo. Não é uma tarefa tão difícil, caso sua loja tenha em média uns 10 pedidos por dia. Mesmo nessa situação, ainda há riscos de erro. Agora imagine que em um bom momento da sua loja, você gere 100 vendas em um dia e tenha que gerenciar uma por uma. Qual a chance de dar certo?!

A automatização dos processos garante a confiabilidade das informações do seu negócio, te faz ganhar tempo e reduzir erros. Por exemplo, para as compras geradas em boleto, o sistema, automaticamente, informa o pagamento, sem que você precise checar diariamente o banco para saber quais já foram pagos e, só então, fazer a liberação dos pedidos.

Conciliação de cartão

Segundo especialistas de mercado, cerca de 90% dos empresários não têm controle sobre as suas operações de cartão de crédito e débito. Em algum momento, isso certamente resultará em prejuízo financeiro. Contando com o apoio de um ERP, é possível fazer a gestão de todos os valores, aplicar as taxas das diferentes operadoras e saber, exatamente, quanto tem para receber no final do mês.

Gestão logística

A área logística é considerada por muitos uma das mais complexas em um negócio e merece uma atenção especial, principalmente por envolver custos elevados. Ainda que na sua empresa essa área seja terceirizada, com um ERP especialista você poderá fazer o gerenciamento correto dessas atividades e garantir que suas entregas cheguem a seus destinos dentro do prazo.

Controle da margem de lucro

Gerenciar o lucro de um e-commerce é um dos maiores desafios desse modelo de negócio. O ERP facilita a definição do custo de venda, margem e lucratividade.

Especialização e flexibilidade

Para uma melhor gestão, é essencial que o seu ERP seja especializado e flexível para se adaptar de acordo com o seu modelo de negócio e segmento de mercado, uma vez que cada um deles possui desafios e necessidades diferentes.

Este é o caso, por exemplo, do ERP Cloud Betalabs, que organiza a gestão de áreas do negócio segundo módulos de operação. Cada módulo possui funcionalidades próprias e pode ser customizado para se adequar as necessidades da empresa, sendo possível ainda desenvolver novos módulos sob medida para funcionalidades específicas, negócios complexos ou inovadores.

 

erp-cloud-150x150Conheça mais sobre o nosso sistema de gestão na nuvem  e proporcione todos estes benefícios para sua loja! Clique aqui e confira os diferenciais da nossa plataforma.

28 de abril: Saiba como aproveitar o Dia do Frete Grátis sem sair no prejuízo!

DIA_DO_FRETE_GRATIS

Inspirado no Free Shipping Day, ação tradicional nos Estados Unidos que acontece desde 2008, o Dia do Frete Grátis é um evento idealizado pelo BuscaDescontos, pioneiro da Black Friday no Brasil. Em 2017, a data acontecerá no dia 28 de abril, última sexta-feira do mês.

Oportunidades

▶ Para os consumidores, a data é uma excelente oportunidade para comprar sem se preocupar com o valor da entrega, fator determinante na finalização de muitas compras, uma vez que no Brasil, devido às dimensões territoriais, o valor cobrado pelo envio reflete 55% da taxa de abandono de carrinhos em lojas virtuais.

▶ Para os lojistas, pode ser uma chance de atrair mais consumidores e fidelizar aqueles que já são clientes, além de gerar mais vendas e aumentar a conversão.

▶ A ocasião é uma ótima oportunidade para antecipar os presentes do Dia das Mães, que acontece duas semanas depois, e é uma das datas com maior faturamento no e-commerce.

Porém…

Como em todas as outras ações de marketing, a ausência de planejamento pode acabar trazendo prejuízos e resultados contrários ao esperado. O primeiro passo para que isso não aconteça é entender que o frete grátis nunca será realmente gratuito. Esse custo precisa sair do bolso de alguém, e isso muitas vezes implica em abrir mão de uma parte da margem de lucro sobre os produtos. No entanto, se a ação for bem planejada, o retorno pode ser muito mais vantajoso.

Como saber então se vale a pena oferecer frete grátis em minha loja?

Para avaliar se ao oferecer frete grátis em sua loja virtual você estará fazendo um bom negócio ou dando um tiro no próprio pé, a primeira dica é analisar se as margens de lucro da sua loja são suficientes para cobrir a gratuidade do frete dos produtos que serão vendidos. Faça uma análise minuciosa do volume de vendas, do ticket médio, dos juros negociados e valores acordados com as soluções de logística. É essencial fazer uma correta determinação de custo e cálculo de frete para os itens vendidos.

Seja pontual em relação à informação de prazos e políticas de entrega e procure fazer um monitoramento permanente dos indicadores relacionados.

Segundo pesquisas da e-bit, sete em cada dez consumidores evitam pagar frete nas compras em lojas virtuais. Conforme citado, mais da metade da taxa de abandono de carrinhos em lojas virtuais está relacionada ao valor cobrado pelo frete. Diante desses dados gerais, é válido verificar o quão determinante o preço do frete é para a finalização de uma compra em sua loja.

Outro ponto importante a ser considerado é em relação à logística reversa, para casos de devoluções e trocas.

Conheça as diferentes políticas de frete que você pode aplicar

Para todos os itens: A isenção da taxa de frete será aplicada para todos os produtos comprados.

Para alguns itens: Você pode selecionar apenas alguns produtos para fazerem parte do benefício. Escolha itens com boa margem de lucro, capazes de cobrir o custo do frete, e/ou de fácil distribuição. É uma tática bastante utilizada para queimar os últimos itens ou aqueles que estão parados no estoque.

Baseado no ticket médio: Significa que o frete será grátis para compras a partir de um determinado valor, baseado no ticket médio da sua loja.

Em uma área específica: Você pode definir uma política de frete grátis apenas para um perímetro específico. Pode ser uma solução estratégica para estimular o consumo em um município/cidade ou para aumentar a margem de lucro em regiões onde a distribuição seja mais barata.

Retirada na loja física: Se o seu e-commerce conta com uma ou mais lojas físicas, você pode oferecer ao seu cliente a gratuidade do frete, com a opção dele retirar no local.

Dicas para aumentar o ticket médio do seu e-commerce

AUMENTAR_TICKET_MEDIO

Saber o ticket médio da sua loja é um dos passos importantes para melhorar suas estratégias de vendas e marketing.

Calcular esse dado tão relevante é muito simples: basta pegar a quantia total de vendas em determinado período e dividir pelo número total de receitas deste mesmo período. Exemplificando, vamos supor que o volume de vendas em sua loja em determinado dia foi de R$ 5 mil,  sendo que 100 clientes compraram lá. Dividindo o total de vendas (R$ 5 mil) pelo número de clientes (100), obtemos uma média de R$ 50. Esse é o seu ticket médio, que, basicamente, significa o valor médio de uma compra em sua loja.

Mas por que é tão importante saber o ticket médio do meu e-commerce?

Quando você cria o costume de calcular seu ticket médio, você ganha um embasamento maior para estruturar uma ação de desconto e sua divulgação, frete grátis, entre outras estratégias de marketing sem gastar mais dinheiro com isso do que o necessário, tornando suas campanhas mais assertivas.
  

Confira algumas dicas que você pode adotar para aumentar o ticket médio de seu negócio

Dentre as estratégias de marketing, existem algumas dicas para aumentar o ticket médio das compras realizadas em sua loja e, assim, aumentar o faturamento, sem necessariamente aumentar os investimentos.

Ofereça cupons de desconto

Os cupons de desconto são uma excelente estratégia para aumentar o ticket médio da sua loja. Ofereça descontos gradativos para determinados produtos ou categorias, fazendo com que o consumidor enxergue vantagem em aumentar a compra. Por exemplo: se o seu ticket for de R$ 80, você pode oferecer um desconto de 10% nas compras acima de R$ 100. Dessa forma, o consumidor é estimulado a levar algum outro produto para poder usufruir do desconto.

Frete grátis

Seguindo a mesma lógica dos cupons, você pode oferecer frete grátis para compras a partir de determinado valor. Como no exemplo anterior, se o seu ticket for R$ 80, ofereça direito ao frete grátis nas compras acima de R$ 100. Para o consumidor, é mais vantajoso aumentar o valor da compra levando algum item a mais, se isso o fizer poupar o dinheiro do frete.

Cross-selling

Cross-selling é a prática de oferecer produtos ou serviços adicionais àquele que o usuário está adquirindo. É a mesma técnica utilizada em redes de fast-food, por exemplo, quando você pede um lanche e a atendente lhe oferece batata frita por mais x reais. No e-commerce, os produtos oferecidos não necessariamente são da mesma categoria, mas podem estar relacionados de alguma forma e complementar aquele que o consumidor tem intenção de comprar.

É comum a aplicação de descontos sobre os produtos adicionais sugeridos, caso o cliente os compre junto. Essa é uma tática que funciona, também, para dar mais saída àqueles produtos que sozinhos não apresentam uma margem de lucro razoável.

Montagem de Kits e Combos

De maneira similar ao cross-selling, acima citado, você pode montar kits ou combos com preços promocionais. Essa estratégia é ótima para atrair compradores, pois além do preço dos produtos sair menor do que se fossem vendidos separadamente, você pode aproveitar para circular aqueles produtos que não têm tanta rotatividade por si só, incluindo-os no pacote.

Aumente a oferta

Quanto mais produtos você oferecer, maior a chance dos seus clientes se interessarem por algum outro produto que, de início, não estavam planejando comprar.
  

Planeje e divulgue suas ações

Para todas as estratégias citadas acima, é muito importante que você se planeje. Se não houver planejamento, pode até ser que essas ações aumentem seu ticket médio, mas ao mesmo tempo podem ser um tiro no pé, trazendo mais prejuízo do que lucro.

Elabore um planejamento dessas ações, um cronograma e meça os resultados para saber o impacto de determinada ação. No fim, você conseguirá ver os resultados que ela trouxe e servir como base para as próximas ações. O importante é procurar conhecer seu cliente, seu perfil e hábito de compra para sempre ter a melhor oferta e conquistá-lo.

O que você precisa saber para integrar varejo físico e online

VAREJO_FISICO_ONLINE

Uma das tendências do varejo hoje é a integração entre os ambientes online e offline, ou seja, entre as lojas virtuais e as físicas. Cada vez mais, a visão de que ambas devem ser iniciativas paralelas, ainda que pertençam a uma mesma empresa, está mudando.

O próprio consumidor não faz distinção entre elas. Conforme abordado anteriormente, os clientes de hoje são multiplataforma e buscam informações em diversos canais de comunicação antes de realizar uma compra, o que cria a necessidade de uma abordagem OmniChannel.

Por esse motivo, grande parte das empresas estão buscando unificar o varejo on e offline, integrando a loja física com a virtual e vice-versa, afim de melhor atender às novas demandas do público consumidor.

Mas quais as vantagens em integrar todos os canais de venda?
Para o lojista

As principais vantagens para o lojista são a possibilidade de alcançar novos clientes e proporcionar a eles uma melhor experiência de compra, tão valorizada nos dias de hoje.

Ao utilizar o e-commerce como uma expansão de sua loja física, você aumenta sua presença e consequentemente o seu volume de vendas.

Para o consumidor

As vantagens para o consumidor final são muitas. Uma das principais é a possibilidade de realizar uma compra através do e-commerce e retirar o produto na loja física mais próxima a ele, eliminando o custo do frete e diminuindo o tempo de espera pela entrega. Esse caso, por exemplo, é uma ótima oportunidade para que o varejista possa estreitar o relacionamento com o seu cliente, oferecendo-lhe também uma melhor experiência e aumentando a sua satisfação.

Se você ainda não viu motivos para integrar a sua loja física a um e-commerce, vamos listar aqui alguns:
Os clientes buscam online

Como já falamos no início do post, o público consumidor está cada vez mais procurando informações online sobre um produto antes de comprá-lo. Segundo uma pesquisa feita pelo Google, 74% dos consumidores pesquisam na internet enquanto estão decidindo comprar na loja física. No meio do caminho, o consumidor pode acabar optando por comprar online, e isso afeta diretamente no seu faturamento.

Loja disponível a qualquer momento

No ambiente físico, a sua loja possui um horário de abertura e fechamento, certo? Já no e-commerce, ela fica aberta 24h por dia, possibilitando ao cliente comprar no horário que ele deseja, incluindo fins de semana e feriados.

Alcance e escala

Expandindo seu negócio para o ambiente online, você expande também o seu raio de alcance, tendo a possibilidade de realizar vendas para locais em que você não possui lojas físicas – desde um bairro mais distante até outros estados! Dessa forma, sua loja consegue abranger um público maior, impactando positivamente em seu faturamento.
  

A plataforma Betalabs conta com ERP nativo para vendas diretas via PDV para projetos personalizados. Para saber mais, acesse nosso site ou entre em contato conosco!

Ofereça cupons de desconto em seu e-commerce de forma inteligente

CUPONS_DESCONTO

Os cupons de desconto são uma prática bastante comum no exterior, principalmente nos EUA, e têm se popularizado cada vez mais aqui no Brasil.

O cupom é uma forma de oferecer ao consumidor a oportunidade de adquirir produtos ou serviços por um preço abaixo do normal. E quando o consumidor sente que está diante de uma vantagem real ou de uma chance de economizar dinheiro, a conversão é quase certa – mesmo que, muitas vezes, ele esteja comprando algo de que não precisa!

Oferecer cupons de desconto pode trazer à sua loja uma série de benefícios, mas é preciso ter planejamento. Se utilizados da maneira errada, eles podem acabar sendo um tiro no pé. Confira algumas dicas que preparamos para te ajudar a utilizar os cupons de maneira inteligente e vender mais!

Identifique a necessidade de cada produto

Alguns produtos são capazes de se vender sozinhos, outros precisam daquele empurrãozinho. No segundo caso, os cupons são uma ótima solução. Já no primeiro, conceder um desconto pode mais atrapalhar o faturamento do que ajudar. Portanto, é essencial conhecer bem o histórico dos produtos que a sua loja oferece e a lucratividade deles, antes de qualquer coisa. Essa análise irá melhorar a sua estratégia na utilização de cupons, pois você saberá quais produtos merecem desconto, quais não precisam, qual a porcentagem que poderá ser concedida, etc.

Ofereça descontos por categoria de produtos

Cada produto possui seu custo e margem de lucro. Oferecer cupons que valem para todos os produtos de todas as categorias da loja sem que haja um planejamento antes não é inteligente e não compensa. Ao fazer isso, você pode acabar concedendo um desconto que traz resultados muito bons para um produto, mas ao mesmo tempo traz prejuízo para outro, por exemplo. O ideal é agrupar os produtos em categorias e elaborar diferentes cupons para cada uma delas, evitando que produtos tenham sua margem afetada.

Evite e recupere carrinhos abandonados

Muitos visitantes de lojas virtuais adicionam produtos que os interessam ao carrinho, mas, por algum motivo, acabam por não finalizar a compra. O cupom de desconto pode ser uma ótima maneira de evitar tal abandono, ou até mesmo recuperar um carrinho previamente abandonado. Utilizando uma ferramenta para recuperação de carrinho,  envie e-mails personalizados para os clientes oferecendo um desconto na finalização daquela compra e veja suas conversões aumentarem!

Aumente seu ticket médio

Cupons de desconto servem também para aumentar o ticket de compra em sua loja. Por exemplo: se o seu ticket médio for R$ 100, você pode oferecer um desconto de 10% nas compras acima de R$ 150. Dessa forma, o consumidor é estimulado a levar algum outro produto para poder usufruir do desconto.

Fortaleça os vínculos com seus clientes

Além de ser mais fácil vender para um cliente que já comprou em sua loja do que conquistar novos consumidores, oferecer descontos para sua base de clientes é também uma maneira de reforçar o vínculo entre eles e a sua marca, para oferecer a eles as melhores condições e, consequentemente, fidelizá-los.

Invista nos cupons sazonais e por tempo limitado

Pesquisas mostram que algumas épocas do ano são excelentes para o comércio online, como o Natal, a Black Friday, etc. Em contrapartida, datas como o começo do ano, feriados e finais de semana são consideradas ruins. Trace uma estratégia e aproveite ambos os contextos para oferecer cupons e estimular o cliente a consumir na sua loja. Você pode, por exemplo, conceder cupons válidos apenas para determinado final de semana, a fim de aumentar as vendas nos dias em que os resultados não costumam ser tão bons.

Usufrua dos benefícios da divulgação

Não adianta elaborar cupons de desconto se ninguém tomar conhecimento deles. Divulgue essas ações em redes sociais, anúncios e banners em sites e blogs, e-mail marketing, entre outros, para que seu público-alvo possa participar dessa promoção.

Além disso, descontos atraem consumidores. Quando alguém encontra um cupom realmente atrativo e vantajoso, a tendência é compartilhar com os amigos, e o cupom ganha chances de viralizar. Ao mesmo tempo que isso é ótimo para suas vendas, pode se tornar um problema se a demanda for maior que a oferta. Portanto, tenha controle do seu estoque para evitar a falta de produtos.

Aproveite para liquidar produtos com maior dificuldade de venda

Em toda loja virtual há aqueles produtos que são menos vendidos. Você pode utilizar os cupons de desconto para liquidar esses produtos e fazer um giro de estoque.

  

cupon-128x128A plataforma Betalabs oferece suporte para cupons de desconto. Nestes casos, ao trabalhar com cupons, é gerado e emitido um código para o cliente que lhe garante descontos no valor da compra, sendo possível definir propriedades como limite de uso (número de utilizações limitado ou não), bem como prazos para o uso ou categorias de produtos para as quais o cupom é válido. Este tipo de desconto depende de uma interação do cliente (informar o número do cupom), mas, assim como promoções, também pode ser classificados em três tipos: desconto em porcentagem, desconto em valor fixo ou frete grátis.

Como humanizar seu e-commerce com mensagens personalizadas?

COMO_HUMANIZAR_SEU_ECOMMERCE

Conforme abordamos anteriormente, o foco no relacionamento com o consumidor é uma das tendências para o e-commerce este ano, bem como a personalização de conteúdo e ofertas para diferentes alvos. Isso abrange a humanização das marcas, uma estratégia de marketing muito eficiente quando se trata de estreitar e alimentar relações com os clientes, sendo capaz de gerar credibilidade e engajamento.

Porém, contrariando o que muitos diretores de marketing acreditam, a humanização da marca deve ir bem além das mensagens personalizadas. Ainda que elas sejam uma ferramenta bastante utilizada, não são suficientes para humanizar de fato o seu negócio.

Deixar de lado o posicionamento corporativista e a publicidade em seus moldes mais tradicionais pode ser encarado como o primeiro passo rumo à comunicação humanizada, por exemplo.

Veja a seguir algumas dicas do que você precisa levar em consideração para tornar seu negócio mais humano:

Faça presença nas mídias sociais

O simples fato de possuir conta em várias redes sociais não significa muito quando não se marca presença constante nelas. É preciso mais do que as interações formais comuns em perfis corporativos, por exemplo. Lembre-se sempre de que as pessoas gostam de se relacionar com seres humanos, e não com robôs! Portanto, responda comentários, ofereça conteúdos e preste atendimento com maior frequência, agilidade e atenção. Hoje em dia existem inúmeras ferramentas no mercado que permitem estabelecer um contato regular com os usuários na internet.

Deixe a propaganda de lado

Uma das principais dicas que se aprendeu com as mídias sociais é que é preciso se tornar amigo do seu público alvo, em vez de enchê-lo de propagandas e anúncios de produtos, deixando-o distante. Alguns pontos que podem cumprir essa proposta de aproximação com o usuário são: respostas bem humoradas nas redes sociais, questões sobre cultura pop, a vida ou a sociedade em geral, citações e imagens inspiradoras ou até memes.

Conte histórias

O storytelling é um dos artifícios do marketing de conteúdo utilizado para narrar uma história ao público alvo, a fim de despertar sentimentos e estabelecer laços com o consumidor, uma vez que o apelo emocional é capaz de gerar uma aproximação mais íntima.

Crie personas

Uma persona é, como o nome sugere, uma personagem criada para ajudar sua empresa a compreender melhor quem são seus clientes (e potenciais) e suas necessidades. A utilização desse recurso pode servir apenas para direcionar as estratégias de marketing, numa fase anterior à comunicação, ou mesmo para ser apresentada oficialmente ao mercado, na forma de um mascote ou um “garoto-propaganda”, por exemplo. De modo divertido, a persona ajuda a romper com o anonimato conceitual, agregando formas humanizadas à marca.

Promova eventos

Os eventos são ótimas oportunidades de se aproximar do seu público consumidor. Através deles é possível proporcionar experiências únicas com a sua marca, que contam muito na construção de um relacionamento mais sólido e com base em uma troca útil para ambos os lados.

Entenda a necessidade de oferecer um bom SAC em seu e-commerce

ATENDIMENTO_CONSUMIDOR

Um bom serviço de atendimento ao consumidor é um dos ingredientes para obter sucesso nas vendas. Lojas virtuais que dispõem de um SAC ágil, eficiente e focado na experiência do cliente são capazes de fortalecer sua reputação e transmitir uma boa imagem para potenciais clientes.

De acordo com um estudo realizado em 2010 pelo Corporate Executive Board, nos EUA, e publicado pela revista Harvard Business Review,23% dos clientes que têm boas experiências ao contatar o SAC de uma empresa falam bem dessa empresa para pelo menos outras 10 pessoas.

Por outro lado:infografico-cliente-insatisfeito

Esses números, que são do início da década, ficam ainda mais acentuados nos dias de hoje com as redes sociais. Estas, por sua vez, são uma faca de dois gumes. Um único post em uma rede social com grande alcance pode gerar bastante repercussão, e da mesma forma que um feedback positivo pode ser de grande ajuda, um negativo é capaz de manchar a reputação de uma marca.

E já que falamos em feedback negativo, dentre as reclamações feitas nas redes sociais, mais da metade está relacionada ao mau atendimento (ou até mesmo à falta dele). Todavia, quando um cliente reclama de algo e recebe uma resposta da loja tentando entender e resolver o problema, o nível de irritação se esvai ao passo que o cliente sente que a empresa se importa com a experiência de compra dele, e muitas vezes as queixas são retiradas.

Dada a importância do atendimento ao consumidor para seu e-commerce, confira algumas dicas de como melhorá-lo:

Invista no auto atendimento em seu site

Ferramentas de auto atendimento podem reduzir em até 80% o volume de mensagens recebidas pelo SAC, garantindo agilidade para o cliente e redução de custos para a empresa.

Certas dúvidas nunca mudam (e suas respostas, também!)

Atente-se às dúvidas que insistem em aparecer em seus canais de atendimento e procure listá-las na seção de perguntas frequentes (FAQ) de seu site. Além de esclarecer dúvidas comuns dos clientes rapidamente, oferecer um FAQ eficiente também demonstra interesse da loja em auxiliar seu público. Portanto, mantenha sua seção sempre atualizada.

Agilidade nas respostas

Quando nem o autoatendimento nem o FAQ são capazes de sanar as dúvidas de um cliente, ele entrará em contato – seja via chat, e-mail, redes sociais, formulário de contato ou telefone – e quanto mais rápido sua loja se prontificar em atendê-lo e solucionar sua dúvida ou problema, mais pontos você ganhará com seu consumidor. Se o contato vier por chat ou telefone, nunca ultrapasse a espera de 5 minutos. E em hipótese alguma demore mais de 1 dia para dar um retorno.

Utilize plataformas multicanais

Ferramentas multicanais são ótimas formas para melhorar o SAC e o atendimento de e-commerces, isto porque, esperando uma maior dinâmica, o cliente pode entrar em contato com diferentes canais de atendimento, caso não tenha encontrado a solução.

Com este tipo de integração, tendo acesso ao histórico do cliente, você economiza tempo e reduz o stress dele ter que tratar de todo o problema novamente.

Uma venda não acaba no pagamento

Se você pensa que uma venda acabou no momento em que recebeu o pagamento, você está enganado! O pós-venda é um momento fundamental e negar ou dificultar o contato com o consumidor após a compra é um erro imperdoável que muitas lojas ainda cometem. Lembre-se que pessoas que já compraram em sua loja uma vez serão sempre clientes em potencial e por isso é importante dar atenção a elas, principalmente nos momentos em que essa atenção for solicitada.

Treine sua equipe

Independente do tamanho de sua empresa, é importante que todos os colaboradores estejam preparados para atender clientes caso seja necessário em algum momento.

Por que sua loja virtual deve estar presente em marketplaces?

MARKETPLACES

Com o aquecimento e o crescimento do mercado de e-commerce, um dos modelos de negócio que vem conquistando cada vez mais destaque são os marketplaces. E a razão é simples: nessa modalidade de e-commerce, ambas as partes envolvidas saem ganhando.

A grosso modo, esse ganho bilateral se dá da seguinte forma: O lojista, por estar integrado a um grande varejista, poderá usufruir da estrutura de marketing e comunicação da plataforma, divulgando seus produtos para um volume maior de consumidores e contribuindo para o aumento de suas próprias oportunidades de venda, faturamento e SEO. O grande varejista, por sua vez, ao reunir mais itens em seu site, passa a dispor de um leque maior de produtos sem a necessidade de lidar com múltiplos estoques ou fretes (aspectos administrados pela loja responsável pelo produto vendido), além de contar com uma porcentagem de ganho sobre cada venda e, é claro, atrair ainda mais visitantes para a página.

Que outros benefícios podem impactar positivamente se eu integrar meu negócio a um Marketplace?
1. Visibilidade

Marketplaces apresentam números significativos de acessos diários. O MercadoLivre, por exemplo, é a plataforma de comércio online mais acessada no Brasil e conta com uma média de 2.500 buscas por segundo, segundo dados divulgados pela empresa. Muitos consumidores online costumam procurar os grandes varejos para consultar preços de produtos e efetivar suas compras nestes espaços que já conhecem e confiam. Ou seja, ao integrar seu e-commerce a um desses espaços, você expõe seus produtos para mais pessoas e tem a chance de alcançar um público com interesse e poder de compra com maior facilidade.

2. Baixo investimento e redução de custos

Por tratar-se de plataformas que já contam com uma estrutura de divulgação e soluções prontas para quem quer anunciar produtos, o gasto com publicidade acaba sendo bem menor para sua empresa. Basta negociar a comissão com o marketplace e sair vendendo. Ele fornece a “vitrine” pronta para você expor seus produtos e ainda ganha tráfego, visitação, expertise e ferramental de marketing e mídia.

3. Alto retorno

Levando em conta o investimento em tecnologia, marketing e mídia que você precisaria fazer para alcançar a audiência de um marketplace, a margem de lucro é alta.

4. Aumento das vendas

À medida que a visibilidade e divulgação dos produtos de sua loja aumentam, crescem também as vendas e o faturamento.

5. Relevância SEO

O aumento da visibilidade da sua marca lhe dará mais relevância em SEO também, uma vez que sua loja e seus produtos serão mais visitados. Em outras palavras, isso ajudará sua loja a subir posições no ranking dos mecanismos de busca, como o Google, fazendo com que seus produtos sejam mais facilmente encontrados.
  

A plataforma e-commerce Betalabs, além de nativamente integrada ao ERP Cloud, conta com uma série de integrações com os maiores Marketplaces do mercado nacional, como o MercadoLivre, B2W, Cnova, Walmart, entre outros. Clique aqui para saber mais!

Dicas e artigos sobre ERP e plataforma e-commerce

Betalabs Tecnologia - Rua Urussuí 300, 9º andar - Itaim Bibi - CEP: 04542-051 - São Paulo - SP