Como saber se suas Ideias são Ideias Inovadoras?

Como saber se suas ideias estão no caminho certo para serem inovadoras

Navegue por tópicos!

post 102 Ter uma premonição do futuro de uma empresa não é algo fácil, então como é possível saber se não estamos trilhando por um caminho com projeções desastrosas? E, além disso, como é possível saber se suas próprias ideias serão consideradas inovadoras em um futuro não muito distante? Para isso, vamos levar em consideração algumas abordagens que podemos nos submeter automaticamente.

– A ideia aborda os problemas ou situações atuais do “cotidiano empresarial”?

Fazer com que sua ideia seja sempre voltada para a resolução dos problemas existentes é sempre uma boa alternativa de começo, assim o foco de sua ideia não será facilmente perdido. Analisar a frequência em que esse problema se manifesta também é válido pois é importante analisar o tempo e empenho que você dará para essa solução e, por último, verificar se as soluções atuais são satisfatórias ou não, pois essas podem servir como uma referência de onde você quer chegar (mas se atente ao último ponto, este é válido somente para ter algo em que se “inspirar”, e não tentar criar uma cópia melhorada).

– A ideia possui métodos mais criativos ou diferentes de resolver os problemas?

Se a ideia consegue identificar detalhadamente o problema, você está no caminho certo. Caso contrário, incremente essa ideia com eficiência, custo benefício (para você) e acessibilidade para outras pessoas que você julgue necessário. A ideia é uma melhoria ou uma potencial inovação? Tem viabilidade técnica? A tecnologia necessária está ou ficará disponível? Conseguirá erguer barreiras de imitação?

– E as incertezas, já foram postas sobre a mesa?

É válido ter como guia as incertezas que rodeiam o cenário atual, pois estas são os pressupostos sobre os quais a resoluções (ou possíveis) serão baseadas, logo depois será possível levantar uma análise financeira para a elaboração de uma ideia de alta eficiência e baixo custo. Identificar, avaliar e testar as incertezas de forma rápida e pouco dispendiosa é o ponto central nesse estágio.

– Qual será o retorno econômico dessa ideia?

A análise do retorno financeiro pode ser feita por último, quando todas as despesas, receitas, investimentos e necessidades já tiverem sido concretizados para depois realmente entender as consequências da ideia. Com essas informações, já poderá ser possível definir se a ideia será eficiente ou não, quais serão os pontos que ela afetará, seu nível de crescimento e maturação e suas variáveis de declínio. Aplicando mentalidade, ferramentas e lógica adequadas em projetos do dia a dia para oportunidades de inovação aumenta a chance de êxito. Ajustar o foco da análise ao momento de desenvolvimento da ideia garantirá maiores chances de acerto.

Isaac Isaac Ramos – Estagiário da Área de Qualidade da Betalabs, Graduando em Ciência da Computação na faculdade Anhembi Morumbi
photo credit: Transcendence via photopin (license)

Luan Gabellini

Luan Gabellini

Sócio fundador da Betalabs, especializado no desenvolvimento de plataformas de e-commerce, Clubes de Assinatura e Sistema de gestão ERP.

Conheça a Betalabs
Luan Gabellini

Luan Gabellini

Sócio fundador da Betalabs, especializado no desenvolvimento de plataformas de e-commerce, Clubes de Assinatura e Sistema de gestão ERP.

Conheça a Betalabs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados