5 diferenças entre plataformas de e-commerce B2B e B2C

5 diferenças entre plataformas de e-commerce B2B e B2C

Primeiro, precisamos entender o que é um e-commerce B2B e um e-commerce B2C para conseguirmos observar as diferenças entre eles e, consecutivamente, as diferenças nas plataformas que vão oferecer esses dois tipos de serviço.

Um e-commerce B2C nada mais é do que uma empresa que realiza suas vendas diretamente para o cliente final, ou seja, para o consumidor. Podemos citar como exemplos de e-commerces B2C as lojas de sapatos, livrarias, lojas de roupas, perfumes e outros artigos do gênero. Já o e-commerce B2B se dá por meio da relação comercial em que uma empresa vende para outra empresa, como, por exemplo, fabricantes que vendem para distribuidores.

Sendo assim, a gente pode imaginar que a quantidade de produtos envolvidos em uma venda B2B é muito maior do que em uma B2C e, consecutivamente, o valor da transação também será maior. O perfil desses clientes é diferente e, portanto, eles precisam ser atendidos de maneira diferente pelo seu negócio.

uma imagem sobre ecommerce b2b

Por isso, as plataformas usadas nos e-commerces B2B possuem funcionalidades e modelos diferentes das usadas nos e-commerces B2C porque as operações feitas exigem isso e, na maioria dos casos, adaptar uma plataforma de e-commerce B2C para atender clientes B2B acaba sendo uma saída ineficaz porque a plataforma simplesmente não consegue oferecer o necessário.

Diferenças entre as plataformas

O perfil do cliente é a primeira dessas diferenças. Como dissemos anteriormente, os clientes B2B precisam ser tratados de maneira diferente porque ele não compra da mesma forma que o cliente de um e-commerce B2C.

Nesse tipo de negócio, cuja venda é feita para o consumidor final, é preciso focar no comportamento dele. Normalmente, isso é avaliado de acordo com características como faixa etária, gênero, preferência por determinado produto, etc.

Já em um negócio B2B, cada perfil de cliente da empresa vai comprar certos produtos com preços, condições, formas de pagamento e impostos diferentes. Portanto, eles precisam ser categorizados de maneira diferente para o sistema da sua plataforma conseguir atender cada uma dessas empresas da melhor maneira possível.

A segunda diferença entre as plataformas diz respeito à tabela de preços dos seus produtos. Em um negócio B2B, a plataforma vai precisar necessariamente mapear quais são as condições de preço que os clientes possuem para que você oferecer preços atrativos e descontos apropriados para aquela empresa específica.

Por conta disso, a plataforma vai trabalhar com distintas tabelas de preços para poder oferecer valores de acordo com o perfil desses clientes, ao contrário de um negócio B2C, no qual o valor do produto independe do perfil dos consumidores.

As condições de pagamento também podem ser destacadas como uma diferença entre esses dois negócios. As vendas B2B, normalmente, são feitas de maneira faturada, ou seja, o cliente recebe um crédito e vai pagando posteriormente. Já nas vendas B2C, o cliente precisa pagar pelo produto antes de recebe-lo.

uma imagem sobre melhor plataforma ecommerce

Quanto ao pedido mínimo, que é a nossa quarta diferença principal, em um e-commerce B2C, a grande maioria dos negócios não apresenta uma regra de pedido mínimo, ou seja, os clientes entram no site e escolhem os produtos que quiserem. Entretanto, alguns negócios B2B apresentam essa regra e geralmente utilizam critérios relacionados a um valor mínimo ou a uma quantidade mínima de produtos. Isso é muito comum em empresas que operam em atacado, e isso requer maior gestão logística da plataforma para atender esses pedidos maiores.

Por último, os impostos que incidem sobre os produtos e a venda em si são diferentes em negócios B2C e B2B. As vendas B2C são bem mais simples porque o preço do produto é o preço final da venda, acrescido de frete ou não. Já nas vendas B2B, é preciso considerar os impostos envolvidos, como a Substituição Tributária e a Diferença de Alíquotas, por exemplo.

Isso muda dependendo do estado do cliente, do tipo de empresa, da classificação fiscal do produto, etc. Por isso, a plataforma de um e-commerce B2B vai precisar ser capaz de calcular corretamente todos esses impostos variáveis de acordo com o cliente para que a sua empresa não tenha nenhum problema fiscal.

Existem outras diferenças entre os dois tipos de plataforma, mas essas podem ser consideradas como as mais importantes e, com base nessas informações, podemos concluir que uma plataforma de e-commerce B2B precisa oferecer funcionalidades muito mais específicas e personalizadas e, muitas vezes, uma plataforma de e-commerce B2C não é capaz de oferecer isso.

5 diferenças entre plataformas de e-commerce B2B e B2C
5 (100%) 1 vote

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escreva e dê Enter para pesquisar

Shopping Cart